fundo parallax

Descolamento de Vítreo

O que é a Mácula? duvidas frequentes
O que é a mácula?
30 de outubro de 2017
À retinopatia da prematuridade tem cura?
Retinopatia da prematuridade
20 de setembro de 2018
 

O que é o vítreo?

O olho humano é preenchido por uma substância gelatinosa e incolor denominada vítreo.

O vítreo é formado por células, fibras e uma substância que não possui uma definição atômica em sua estrutura (substância amorfa). Apenas 2% do vítreo é constituído por sais dissolvido os outros 98% é formado por água.

O vítreo fica entre a retina (membrana responsável pela captação de luz) e o cristalino (lente do olho), ficando o tempo todo sob pressão. O vítreo tem como principal função, o preenchimento ocular dando o formato esférico do olho e também é responsável por captar a luz que chega na retina. O vítreo ocupa três quartos de todo volume do globo ocular.

O que é o descolamento do vítreo?

O descolamento do vítreo é diferente do descolamento da retina. O principal fator pela qual ocorre o descolamento do vítreo é a idade. Porém, pode ocorrer por outros fatores relacionados a traumas e infecções oculares.

Com o passar dos anos o vítreo se torna líquido (processo de liquefação) e as fibras se condensam, levando o vítreo a se separar completamente da retina. Em alguns casos pode acontecer o descolamento do vítreo nos dois olhos ( descolamento do vítreo bilateral).

O descolamento do vítreo ou vítreo descolado (termo popular) pode não ocorrer de maneira completa, ou seja algumas partes ainda ficam aderente a retina (descolamento do vítreo posterior parcial) ou pode se separar completamente da retina (descolamento do vítreo posterior total).

As pessoas com idade superior a cinquenta anos de idade, são mais propensas a ter o descolamento do vítreo.

 
 

Quais os principais sintomas do descolamento vítreo

Os principais sintomas do descolamento vítreo são as moscas volantes.

As moscas volantes são pequenas manchinhas, nuvens escuras ou marcas escuras formatos semelhantes a insetos que aparecem incomodando a visão do paciente, principalmente se olhar para ambientes claros. Esses pontos pretos acompanham a visão do paciente, dando a impressão que estão se mexendo.

Observação: É importante saber que as moscas volantes são um dos sintomas do descolamento vítreo, porém podem aparecer por outros motivos relacionados ao globo ocular, por isso é importante que o paciente busque um oftalmologista ao se deparar elas.

Os pacientes podem ver também um flash de luz (fotopsia) no seu campo de visão e ter a sensação de que os olhos estão pesados, podem apresentar também dores de cabeça. A fotopsia não é uma doença e sim um conjunto de sintomas.

 
 

Quais as possíveis consequências do descolamento vítreo?

O descolamento vítreo, em geral é benigno, tendo como problemática, na maioria das vezes, apenas as moscas volantes que podem incomodar a visão do paciente.

O paciente deve procurar um oftalmologista para um exame no qual se exclua complicações, como roturas da retina. Essas sim são perigosas e podem propiciar o descolamento da retina.

O descolamento vítreo também pode fazer com que ocorra o rompimento de um vaso sanguíneo, ocasionando uma hemorragia no vítreo (hemovítreo). A hemorragia causará uma perda da visão em grande parte dos casos.

É possível, porém, incomum realizar tratamento para o descolamento vítreo já que na maioria das vezes ele é benigno.

 
 

Como é feito o diagnóstico para descolamento vítreo?

O diagnóstico do descolamento do vítreo é feito ao realizar uma consulta com um médico oftalmologista.

O médico poderá realizar um exame de fundoscopia, também conhecido como exame de fundo de olho. O exame de fundoscopia é realizado com um aparelho chamado oftalmoscópio. O oftalmologista também poderá aplicar um colírio para que dilate a pupila e facilite o processo de exame. O oftalmoscópio emite uma luz no olho do paciente, e permite que o médico faça o diagnóstico do paciente.

Além da fundoscopia o médico oftalmologista poderá pedir os exames para auxiliar na consulta: Tomografia de coerência óptica, também conhecido como OCT “ Optical coherence tomography”. esse exame permite visualizar a retina e seus segmentos posterior, assim como o vítreo. É importante saber que o exame é completamente indolor. O OCT poderá gerar uma imagem 3D possibilitando o médico oftalmologista constatar se há outras complicações com a retina, principalmente na região macular.

O descolamento vítreo também poderá ser diagnosticado com um exame de ecografia (ultrassom dos olhos). O aparelho de ecografia é próprio para os olhos e sua sonda tem o formato semelhante a de uma caneta.

O processo se inicia com o paciente de olhos fechados, o médico oftalmologista passa um gel nas pálpebras do paciente, poderá também aplicar um colorido anestésico para que torne o procedimento menos incômodo. O médico passará o aparelho sobre as pálpebras, deslizando-o enquanto as imagens surgem na tela.

O médico oftalmologista pode pedir também um mapeamento da retina que é um procedimento mais desenvolvido que o exame da fundoscopia, onde o médico avalia as estruturas do fundo do olho do paciente.

O mapeamento da retina é feito com oftalmoscópio e com uma lente. O médico também poderá verificar se não existe existe infecções oculares ou outros problemas que estão causando as moscas volantes.

O mapeamento da retina também ajuda a acompanhar o desenvolvimento pós cirúrgico do paciente. Caso o médico peça um mapeamento de retina é importante levar um acompanhante, já que colírio provoca alteração na visão e não é possível dirigir.

 
 

Como é feito o tratamento do descolamento do vítreo?

É importante saber que a definição do tratamento para o descolamento vítreo, irá depender muito do diagnóstico da gravidade do ocorrido.

Caso ocorra um hemovítreo, mais conhecido como hemorragia no vítreo o procedimento a ser feito é a vitrectomia.

Como é feito a cirurgia de descolamento vítreo?

No caso das moscas volantes incomodando a visão do paciente, é recomendado a realização de uma vitrectomia.

A vitrectomia é um procedimento cirúrgico que tem a principal finalidade de retirar o vítreo natural dos olhos e fazer uma substituição. No procedimento da vitrectomia (que também pode ser feito para tratar outras doenças oculares) essa substituição pode ser feita por um composto líquido ou gasoso.

No caso do tratamento do descolamento de vítreo é feito a substituição para um composto de solução salina (BSS), podendo ser colocado também um composto de gás e oleo de silicone ( com a finalidade de manter a retina no lugar).

A cirurgia de vitrectomia pode ser feita com anestesia local ou anestesia geral. É uma cirurgia indolor e o procedimento é rápido.

É utilizado um aparelho chamado vitreófago. No caso da vitrectomia onde ocorreu a ruptura ou rasgo da retina é preciso realizar o procedimento a laser. A vitrectomia também pode ser utilizada em outros procedimentos cirúrgicos diferenciados

A recuperação do pós-cirúrgico geralmente é bem tranquila. Exceto em casos graves, os pacientes ficam internados apenas um dia. Destacando que necessariamente as moscas volantes não exigem um procedimento cirúrgico como a vitrectomia, isso irá depender muito da maneira como as moscas volantes estão interferindo a visão do paciente.

 
 

Sobre o Dr. Aron Guimarães

Formado em Medicina pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), com residência médica em Oftalmologia pela Universidade de São Paulo (USP/SP) tem o titulo de mestre em oftalmologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

 

Os comentários estão encerrados.