Degeneração macular relacionada à idade

Tratamento do ceratocone.
O que é o Ceratocone?
6 de março de 2017
esclarecimentos sobre Descolamento de retina
Descolamento de retina
21 de março de 2017

Degeneração macular relacionada à idade

Degeneração Macular

Degeneração Macular

Degeneração macular relacionada à idade

O que é DMRI?

A Degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é uma doença que afeta a retina, mais especificamente a mácula. Alguns dos fatores de risco conhecidos são: Idade avançada, raça branca, história familiar da doença, catarata (nuclear), hipertensão arterial, tabagismo e obesidade.

No exame de fundo de olho (Mapeamento de retina) verifica-se depósito de material de conteúdo lipídico, as chamadas drusas. Elas se localizam entre a membrana basal do EPR e a mebrana de Bruch.

Tipos

Existem basicamente dois tipos:

1. DMRI seca ou atrófica
Neste tipo da doença ocorre atrofia da retina, com prejuízo da visão nas fases mais tardias da doença. É muito mais comum que o tipo exsudativo, aparecendo em 90% das vezes.

2. DMRI neovascular ou úmida ou exsudativa
Vasos sanguíneos defeituosos se formam na região abaixo da retina, chamada coroide, originando as membranas neovasculares que podem ser do TIPO 1, localizadas abaixo do EPR ou do tipo 2, localizadas em região subretiniana.

Tratamento

DMRI seca:

Educação: Atenção aos sintomas, uso diário da tela de Amsler: Tela geralmente de papel que consiste em um exame para avaliação da função da mácula. Deve-se observa-la à cerca de 30 cm e a mesma avalia cerca de 20 graus de ângulo visual.
Profilaxia com vitaminas: Baseado nos estudos AREDS. Não são todos os casos que apresentam benefícios.

Um artigo publicado em 2001 no Arch Ophthalmology (AREDS report number8) mostrou que pacientes com DMRI seca de categorias 3 ou 4 (Os estágios variam de 1 a 4 conforme maior grau de comprometimento pela doença) que fizeram uso de antioxidantes associado ao zinco tiveram uma redução significativa da chance de perder a visão quando comparados com pacientes que ingeriram apenas placebo.

Sabendo-se disso uma conduta atual é a de receitar formulações contendo antioxidantes e zinco a longo prazo,não com intuito de melhorar a visão, mas sim de evitar sua deteriorização.

DMRI exsudativa:

Atualmente o tratamento se baseia na aplicação de uma injeção intra-vítrea (no interior do globo ocular) de medicação anti-angiogênica (inibe a proliferação vascular). Na atualidade os medicamentos mais utilizados são: Lucentis e Eylea.

Podem ser necessárias diversas aplicações para controle da doença.

Quer saber mais sobre outras patologias clique aqui.

Os comentários estão encerrados.