O que é e como se trata a Catarata.

Buraco macular
Buraco macular
13 de janeiro de 2017
Tratamento do ceratocone.
O que é o Ceratocone?
6 de março de 2017

O que é e como se trata a Catarata.

O que é a catarata

Catarata é a opacificação de uma estrutura intra-ocular denominada cristalino. O cristalino é um lente natural que fica envolto pelo saco capsular e é responsável pelo mecanismo de acomodação, que possibilita focar imagens em diferentes distâncias

O que é a catarata

Catarata é a opacificação de uma estrutura intra-ocular denominada cristalino. O cristalino é um lente natural que fica envolto pelo saco capsular e é responsável pelo mecanismo de acomodação, que possibilita focar imagens em diferentes distâncias.

A causa mais comum de catarata indiscutivelmente é a relacionada à idade. Diversos mecanismos bioquímicos relacionados ao envelhecimento levam a opacificação progressiva do cristalino. Este processo é individual, sendo que existem indivíduos com 80 ou 90 anos sem catarata e outros com 65 anos que já apresentam catarata avançada.

Existem também outras causas:

1. Traumática: Traumas oculares intensos (pedradas, boladas, acidentes de trabalho…) podem levar a um desenvolvimento muito rápido de catarata.

2. Associada a doenças sistêmicas: Diabetes mellitus, distrofia miotônica, dermatite atópica, neurofibromatose tipo 2 dentre outras.

3. Associada ao uso de medicamentos: Corticóides, clorpromazina, amiodarona, alopurinol e sais de ouro.

4. Congênita

Com relação ao tratamento, apesar de ouvirmos relatos na internet sobre colírios que curam ou até previnem o desenvolvimento da catarata, atualmente o único tratamento eficaz é a sua remoção cirúrgica.

A cirurgia mais realizada atualmente é a Facoemulsificação, na qual através de uma microincisão (em geral com cerca de 2 mm de diâmetro) a catarata é triturada e aspirada. Pela mesma incisão implantamos uma lente intra-ocular que substituirá o cristlino retirado.

Existem diversos tipos, marcas e modelos de lentes intra-oculares. Desde lentes rígidas, que exigem uma incisão maior até as dobráveis multifocais, que possibilitam que o paciente fique independente dos óculos.

É muito importante que se converse com o oftalmologista sobre todos esses detalhes pois uma vez colocada a lente intra-ocular, troca-la é um procedimento complexo e pouco usual.

A recuperação pós-operatória dependendo da técnica utilizada leva de 10-20 dias. Em geral o segundo olho é operado cerca de 20-30 dias após o primeiro. Somente após a cirurgia de segundo olho é que o oftalmologista prescreverá os óculos (no caso de haver grau residual).

Saiba mais sobre o Dr Aron Guimaraes

Os comentários estão encerrados.